Australianos discutem empreendedorismo e inovação durante expedição pela Amazônia

http://exame.abril.com.br/negocios/dino/noticias/australianos-discutem-empreendedorismo-e-inovacao-durante-expedicao-pela-amazonia.shtml

 

“Todos que aqui estão têm a vontade de fazer grandes coisas acontecerem mas, mais do que isso, deixar um legado forte. Uma herança de compromisso com o desenvolvimento sustentável da Austrália e do restante do planeta”, afirma De Laffitte.

Um grupo com 55 australianos desembarca em Manaus rumo a um hotel flutuante, onde fica por uma semana. Até aí a história se repete todo verão pelos encantos e atrativos do Brasil para os turistas. No entanto essa “caravana” tem um objetivo que a difere das demais: discutir inovação e possíveis investimentos, em um cenário que foge totalmente das tradicionais salas de reuniões: a Amazônia Brasileira.

A expedição é uma iniciativa do movimento “The Unstoppables” liderado pelo economista brasileiro Júlio De Laffitte, que deixou o Brasil aos 20 anos e hoje, aos 47, é um dos principais nomes da esfera empresarial da Austrália como fundador e CEO da JDL Strategies, empresa que acumula um volume de negócios de US$ 3 bilhões e tem faturamento anual de US$ 240 milhões.

Nomeado para presidir o Conselho Empresarial Austrália-Brasil, associação criada em maio de 2015 para promover o comércio e o investimento entre os dois países, De Laffitte escolheu a Amazônia Brasileira para realizar a sua segunda expedição de mentes empreendedoras. A viagem inaugural ocorreu na Antarctica, a bordo do navio quebra-gelo Sea Adventurer, e o resultado foi impressionante: geração de 98 novos negócios, US$ 15 milhões de investimentos e outros US$ 32 milhões em patrocínios.

“The Unstoppables é um movimento por meio do qual as pessoas que podem criar o futuro se unem com aquelas que podem orientar e investir. Aqueles com grandes habilidades gerenciais e de liderança podem trabalhar com o criador e o investidor para apontar o caminho. Não se trata de um grupo de multimilionários, são pessoas que querem empreender, buscando antecipar o que está por vir”, explica De Laffitte.

É praticando esse conceito de colaboração, que os australianos estão vivenciando a Amazônia Brasileira. Entre as tradicionais atividades exploradas pelos turistas, como a pesca de piranhas (espécie de peixe que habita a América do Sul) e o passeio pelo encontro das águas, o grupo discute legado. O legado deles para o mundo é a honestidade nos negócios, a seriedade e o compromisso com os parceiros. “Todos que aqui estão têm a vontade de fazer grandes coisas acontecerem mas, mais do que isso, deixar um legado forte. Uma herança de compromisso com o desenvolvimento sustentável da Austrália e do restante do planeta”, reforça o brasileiro que tem como missão ensinar as pessoas a chegarem primeiro ao futuro.

E explica: “imagine se você pudesse voltar 20 anos e estar plenamente consciente da tecnologia móvel, Google, Apple. O que você faria? Imagine saber que as oportunidades estavam a caminho. Você iria se posicionar melhor neste mercado. Agora pense nisso, cerca de 30% dos postos de trabalho em 2030 não existem hoje. Eu acredito que é preciso uma mente empreendedora de olhar para um problema e não só resolvê-lo, mas ganhar dinheiro no processo. Isso significa mais empregos, mais oportunidades e retorno aos acionistas. Isso é chegar primeiro ao futuro”.

Ao ser questionado por que Antárctica e agora a Amazônia para a realização da expedição, De Laffitte afirma que é necessário fazer com que as pessoas possam ver e lembrar o quão bonito é o nosso planeta e perceber o que estamos perdendo. Estamos destruindo tudo lentamente. “Assim, novos modelos de negócios precisam surgir; e eu sinceramente acredito que eles serão ainda mais rentáveis, e não apenas para as empresas, mas para a comunidade, para o país, para o mundo. É certo de que as pessoas voltam dessas viagens com ideias, conexões, novas amizades e acesso a fundos de investimento para começar a implementar o futuro”.

Quanto à possibilidade de negócios e projetos gerados a partir da expedição para o Brasil, o economista se mostra imensamente otimista. “Assim como os resultados da Antárctica, os números do encontro na Amazônia vão surpreender. As possibilidades são inúmeras, com investimentos que irão favorecer tanto a Austrália quanto o Brasil”.

O idealizador

Nascido em uma família brasileira de destaque com uma rica herança de negócios, Júlio De Laffitte foi aprendendo os princípios da criação de riqueza quando a maioria das crianças da sua idade ainda estavam aprendendo a andar de bicicleta. Mudou-se para Austrália em 1988, sem nenhum conhecimento da cultura empresarial do país, contatos de negócios e sem capital inicial. No prazo de sete anos, o brasileiro construiu interesses comerciais substanciais e conquistou um patrimônio invejável.

Pouco tempo depois, ele concebeu o modelo de negócios exclusivo para JDL Strategies, ao identificar a necessidade por uma empresa que pudesse oferecer planejamento financeiro na íntegra. Ele é agora um dos planejadores de investimento mais procurados da Austrália, a atração principal do Perth Money Show durante três anos consecutivos. Com seu estilo dinâmico, sua visão inovadora sobre o investimento, e sua paixão por desmistificar os princípios da criação de riqueza, ele tem sido chamado de “a resposta da Austrália para Inteligência Financeira”.

Website: http://unstoppables.com.au/

“Brasileiros fizeram história na Austrália”, diz Júlio de Laffitte

Ouça a entrevista: http://www.sbs.com.au/yourlanguage/portuguese/pt/content/brasileiros-fizeram-historia-na-australia-diz-julio-de-laffitte?language=pt

O presidente do recém-criado AUBRBC/Conselho Empresarial Brasil-Austrália, Júlio de Laffitte, disse à Rádio SBS que nunca um evento tão importante foi realizado pelos brasileiros na Austrália como a festa “Brazil at the Harbour”, no dia 9 de setembro, na Ópera de Sydney.

A semana foi agitada para os brasileiros em Sydney, celebrando o Dia Nacional e também os 70 anos das relações diplomáticas entre Brasil e Austrália.

Na festa da Ópera, promoção do Consulado Geral do Brasil em Sydney e do AUBRBC, entrevistamos também os empresários Eduardo Damasceno Ferreira e Milton da Rocha.

Teve festa na Ópera de Sydney, eventos empresariais e celebrações nas Universidades de Sydney e de Nova Gales do Sul (UNSW).

O mês do Brasil em Sydney encerra com o Festival Brasileiro Ritmo, do BraCCA, em Darling Harbour, no domingo, 20 de setembro.

 

Comércio e investimentos na pauta das comemorações dos 70 anos de relações Brasil-Austrália

http://www.comexdobrasil.com/comercio-e-investimentos-na-pauta-das-comemoracoes-dos-70-anos-de-relacoes-brasil-australia/

 

 

Ambassador Carlos de Abreu and his interview for the magazine CEO Magazine addressing the bilateral relations between the two countries

http://sistemas.mre.gov.br/kitweb/datafiles/Sydney/pt-br/file/CEOmagazine.pdf

 

Ambassador Carlos de Abreu, gives an interview on the occasion of the 70th anniversary of diplomatic relations between Brazil and Australia to australian radio SBS

http://www.sbs.com.au/yourlanguage/portuguese/en/content/70-years-brazil-australia-relations-be-celebrated-pomp-and-style-sydney

SKILLED STUDENTS TO COMPETE IN BRAZIL

After two years of training and national competition, TAFE NSW’s best students will

join their interstate colleagues in the 2015 Skillaroos team at the 43rd WorldSkills

Competition this August.

Minister for Regional Development, Skills and Small Business John Barilaro said the

talented young team showcases how TAFE NSW is providing the future skilled

workforce that continues to power local economies.

“Trades and skills competitions provide an opportunity for students to advocate the

sensational quality of technical and vocational education in NSW,” he said.

The NSW apprentices, trainees and students, who have won the right to represent

Australia, come from all across the state and represent a range of skills including

patisserie, web design, manufacturing, bricklaying and car painting among others.

The group has triumphed in the inaugural WorldSkills Oceania Competition,

competing against New Zealand, Korea, Malaysia, China, India and Canada.

The WorldSkills Competition occurs every two years and is the biggest vocational

education and skills showcase in the world. This year’s competition will see 59

countries represented by 1,176 experts and over 1,200 competitors competing in 50

skill categories.

Held at Anhembi Exhibition Centre in São Paulo, Brazil, the competition will utilise

213,000m2 of competition space – equivalent to the size of 17 Olympic-sized

swimming pools.

The Skillaroos will compete in 23 skills categories in the hope of taking home a gold

medal for their country.

The Skillaroos will continue their training regimes over the coming months before

WorldSkills Australia sends the team off to Brazil in style at a Farewell event on 4

August 2015 at TAFE NSW Ultimo College.

Australia Brazil Business Council established to manage future investments

Bilateral trade between Brazil and Australia will triple in the next 4 years, so says Carlos de Abreu, Ambassador Consul General of Brazil. To ensure this happens, it was announced today the Australia Brazil Business Council (AUBRBC) will be inaugurated, marking 70 years of successful trading between the allied nations. With a combined GDP of almost $4 trillion and a mere $1.7 billion being traded between the two countries in 2014, there is much room for growth according to the Consul General.

“There is so much untapped potential between our two countries, I am confident growth, competitiveness, and job creation will result,” said Carlos de Abreu, Ambassador Consul General of Brazil. “Last year alone there was $15 billion worth of investment between Australia and Brazil and this is picking up fast for 2015 with an expected $20 billion, so with the AUBRBC’s guidance, the future is looking very bright.”

The AUBRBC is made up of prominent Brazilian/Australians who embody an entrepreneurial mindset within Australia’s private business sector. Julio De Laffitte, the President of the ABBC and Founder of the entrepreneurial group, Unstoppables, states; “The Australia Brazil Business Council will bring together executives and companies with a strong interest in strengthening one of the major pillars of the partnership—mutual direct investment. I will be joined by other leading members of Australia’s Brazilian business community, including Marcelo Bussacarini, President of BRACCA (Brazilian Community Council of Australia), Rodrigo de Luca, President of Australia Brazil Chamber of Commerce, Gleuto Serafim, Tecala’s CEO, and Carlos Ferri, Zapala Group MD.”

Both Australia and Brazil share many similarities; both offer vibrant democracies with multicultural societies,and both have strong private sectors with open gateways to trade and investment. It’s the differences between the two economies that present the most exciting opportunities however, opening the way for increased cooperation and partnerships in business.

“Australia is a highly specialized economy whereas Brazil’s economy is highly diversified. These differences allow many economic opportunities to arise,” said Julio De Laffitte.

According to Carlos de Abreu, the number of Brazilian companies trading in Australia is set to increase rapidly. “Brazilian companies already with investments in Australia include JBS, Marcopolo, Tramontina, and WEG.” “More companies from Brazil will soon follow, in sectors such as information technology, finance, and other notable companies trading with Australia include Alpargatas (Havaianas sandals manufacturer), Embraer (third largest manufacturer of civil aircraft in the world).

In September, the Consulate General of Brazil in Sydney and the Australian Brazil Business Council we will host an array of events in Sydney to celebrate the 70th anniversary of diplomatic relations between Brazil and Australia, including a business event titled ‘Brazil in the City’ on 9 September 2015 at the Shangri-La Hotel in Sydney. This event will host over 30 major Brazillian and Australian multi-nationals, many of them Fortune 500 companies. Business roundtables will be organized for the participants.

Continuing the bilateral trade relations, a group of 150 Australian entrepreneurs from Unstoppables group will head to Brazil in February 2016 for a business forum like no other. Held in the deepest depths of the Amazon, the intrepid group will be inspired and challenged by one of earth’s most remote environments.

And then taking into account the timing of the 2016 Rio Olympics Games, an envoy of 100 Australian CEOs will visit Sao Paulo and Rio de Janeiro for a trade mission to further cement the two nation’s bilateral trade relations.

For media enquiries , contact us here.